segunda-feira, 25 de janeiro de 2010

(500) dias com ela


Uau...
que filme!

eu já sabia mais ou menos do que se tratava. Mas assistir é diferente.

A forma como as coisas se desenrolam e como você se enxerga nos personagens.
Estamos acostumados a gostar de comédias românticas pois todas têm aquele final feliz, com casamentos, reencontros, conciliações, beijos, amor... E é exatamente o que buscamos: o final feliz.

Então vem alguém e mostra um filme mais real, no qual no fim ele sofre e não termina com a mocinha. E é nessa situação que conseguimos nos vizualizar.
No final feliz nós nos idealizamos. No final onde nem sempre as coisas dão certo nós nos notamos.

Quando ela diz:

"Eu simplesmente acordei um dia e soube... O que eu nunca tive certeza com você."

....

Quem nunca se perguntou o motivo da pessoa amada não estar com você e estar com outro que atire a primeira pedra.

O mais engraçado é que praticamente todos que assistem ao filme devem terminar lembrando de situações e memórias antigas, ou algumas até recentes... mas que deixaram marcas e trouxeram crescimento e auto-conhecimento.

Um grande filme. Um dos melhores.

Um comentário:

  1. Que bom ver post novo por aqui. Ainda não vi o filme, mas comprei a trilha sonora recomendado por uma coleguinha de cama. Nem gostei muito. Verei o filme quando perder o medo, ele tem cara de que desperta muitas memórias...
    Beijo!!!

    ResponderExcluir